Artigos

Natureza medicinal

A planta de hoje é...

Galoina-grandeConvidamos os amigos dessas andanças de vida e de plantas para acompanhar conosco uma série de pequenos videos donde a prosa versa sempre sobre as espécies medicinais.

Tire um "minutim" para clicar aqui e se cadastrar e na sequência você receberá o link para acessar o primeiro episódio em seu e-mail.

Abraço fraterno, 

Marcos Guião

 
Artigos

Natureza medicinal

Maturidade Sertaneja


Algodaozinho---menorComo é que pode? Maria do Céu é uma senhorinha miúda, atoinha de nada, uma poeirica do sertão! Mas quando abre a boca, se agiganta e reveste-se de uma autoridade incomum, orientando os muitos e muitas que a procuram em busca de sossego pro corpo e pra alma. Com seu indefectível vestido de chita multicolorida, ela desliza misturada com a paisagem por entre serras e trilhas que poucos conhecem em busca de munição para curar e benzer os sofredores desse sertão de meu Deus. Fé muita e uma bondade imaculada brotam de seus olhos e das mãos calejadas pelas muitas roças de milho, feijão e mandioca que já plantou e colheu para matar a fome de tantos.

                  Certo dia, cheguei ainda cedo em sua acolhedora casa e se dei com ela já de saída. “Vom bora mininas, vão buscá raiz prá muiezada”

 
Artigos

Natureza medicinal

Oliveira no Sertão


Oliveira---menorIncontáveis foram às vezes que fui ter com Chico da Mata em seu pedaço de sertão, de lá trazendo sempre aprendizado e ensinamentos que me auxiliam por demais na assistência ao povo simples da comunidade onde moro. Difícil foi tirar Chico de seu canto e trazer para o meu, mas finalmente consegui. Devagarinho fui levantando nele a curiosidade de saber das nossas plantas nativas, de conhecer o trabalho sólido que temos realizado com as medicinais e das espécies diferentes e exóticas que estamos plantando.

Dia marcado, com a mala pronta, parecia até que ele tava de muda pro outro lado do mundo, pois as recomendações eram intermináveis sobre as vacas, os porcos, as galinhas e por aí lá se ia. Dona Linda a tudo ouvia, balançando pacientemente a cabeça enquanto o conduzia até a porteira, onde as despedidas eram sem fim. Foi com muito custo que ele largou o cavalo e se assentou no banco do carro. Ufh!

Ainda no trecho, ele veio resmungando que “tenho gosto de largá meus trens não. Dá inté um frio nas entranha, mas se é contigo lá se vou prá esse oco de mundo.” Chegamos a noitinha e Cris nos esperava com um ajantarado no gosto da visita ilustre, composto de caldo de mandioca, couve rasgada e pão caseiro ainda quentinho, que ele elogiou bastante e comeu a se fartar. Dia seguinte bem cedinho fomos a campo e o principal encanto dele se deu com nosso plantio de Oliveira, (Olea europaea).

Numa perguntação desmedida, mal tinha tempo de responder uma

 
Artigos

Natureza medicinal

Maracujá relaxa e induz ao sono

               Maracuja-menorA manhã já ia alta quando a porteira bateu com força, dando sinal de gente chegando à fazenda. Lá se vinha Zé Virgílio, todo limpo e lavado, parecendo que tava indo fazer exame ou prá missa. Homem forte, de poucas palavras e gestos cadenciados, era afamado na região por sua competência no roçado. Chico da Mata sempre se referia a ele com veemência, dizendo que esse home é um dispropósito com uma foice na mão, nunca vi esse cabra se esmurecer com serviço que fosse. Prá ele num tem morro e nem pedra, é tudo uma reta só...

 
Artigos

Natureza medicinal

Cavalinha, a planta jurássica

               Cavalinha--menorA chuva fina e persistente que caia há horas tinha transformado minhas roupas numa sopa mole e fria. Lampião, animal dócil e de bom passo não esmurecia com a fadiga de subir e descer serras por entre caminhos estreitos, muitos deles transformados em pequenas lagoas e brejos pegajosos. O vento frio soprava desde o início da manhã, trazendo frio e aumentando a sensação de cansaço. Ao descer cautelosamente por uma ladeira, reconheci o local passado muitas vezes e soube que logo mais a frente iríamos atravessar um pequeno riacho por nome “Borrachudo”. Mas assim que se acabou o campo e entramos na mata ciliar, se demos de tope com o rio se esparramando por tudo que é lado, parecendo mais um mar de água barrenta. Chico da Mata que lá se ia mais a frente, estancou seu alazão fogoso ainda inteiro, me encarou e disse:

__“Num vai dar travessia...” e imediatamente guiou seu animal por uma trilha estreita e disfarçada que acompanhava aquele mundo dágua.  Num tardou nadica pra divisar uma passagem onde seria possível atravessar com segurança e Chico chamou o animal na espora, lançando-se por riba do modesto oceano a sua frente. Sem muita escolha, fustiguei Lampião e aos poucos ele foi dando de se afundar naquela água barrenta, até alcançar a cabeceira da sela. Atento, soltei o animal pra ele nadar na larga e ainda assim consegui ver com o canto dos olhos uma verdadeira mata de Cavalinha (Equisetum sp) num baixio adiante. Já fui chegando doutro lado tomando rumo prá buscação de planta medicinal tão vantajosa, ultimamente difícil de ser achada.

Chico ficou pendurado na decisão de me acompanhar ou dar retorno à sua casa. Ainda ouvi ele suspirar pesadamente em cima da sela enquanto resmungava:

__ Mas prá onde esse fiapo de gente pensa que vai... Aqui só tem água, moço! gritou ele antes de sair na minha perseguição. Fustiguei Lampião novamente no rumo das águas e ele mais uma vez aceitou

 
Notícias

Últimas

Desintoxicação do Fígado e da Vesícula Biliar

Em julho deste ano, um amigo me mandou por e-mail um esquema detalhado de como realizar uma desintoxicação do fígado e da vesícula biliar e naquele momento senti que essa poderia ser uma boa maneira de me livrar de uma boca amarga matinal. Com o passar dos anos, todos nós vamos acumulando um bocado de toxinas adquiridas principalmente de produtos transvestidos do rótulo de "alimentos" e vamos combinar, né mesmo? Na maioria das vezes é um amontado de porcarias com disfarces no cheiro, na cor e no visual. 
Pois bem, então decidi experimentar o procedimento  e confesso a minha boa surpresa com os resultados. Por isso decidi passar para frente, deixando aqui essa pequena contribuição para o restabelecimento de nossa saúde de maneira simples e barata. Vale lembrar que não podemos nos responsabilizar por possíveis efeitos desagradáveis que possam acontecer ao decidir se submeter a este processo, pois cada ser humano deverá apresentar reação única e diversa de outros.Boa sorte! 

Este método foi retirado do livro "A cura para todas as enfermidades", da Dra. Hulda Clark. Esta limpeza é séria, funciona e deve ser seguida à risca para que

 

Agenda.

Curso Incensos

e Óleos Essenciais

De 25 a 27 de setembro de 2015

Mais informações, CLIQUE AQUI.

Histórias do sertão

Diarréia no Sertão
15/06/2013 | Marcos Guião
article thumbnail

Acordei num domingo bem cedo, e me deparei com uma montanha de vasilhas na pia da cozinha. Enquanto o movimento da casa ainda tava mortiço, decidi encarar o serviço e aos poucos fui lavando, aproveitando prá colocar as idéias no lugar. De repente, senti uma dolorida ferroada nas costas, mas com as mãos cheias de sabão, o máximo que consegui fazer, foi tentar dar uma coçada no local com o cotovelo, sem muito sucesso. Num dilatou muito e comecei a me sentir mal, com calafrios, febre e uma moleza incontrolável. De cama por um tempo, fiquei matutando o que estaria me provocando tamanho desconforto e não cheguei a uma resposta convincente. Somente daí alguns dias concluí que possivelmente uma aranha havia me picado, bicho com uma peçonha medonha. Isso me custou um bocado de pajelanças, e demorei até me safar razoavelmente bem dessa história. Mas ficou uma “rema”, e durante os dois meses seguintes, de repentemente me dava uma falta de energia imensa e eu mal conseguia ficar de pé. Aquilo vinha s [ ... ]


AVISO IMPORTANTE

Para melhorar nossa comunicação, estamos recadastrando nossa lista de e-mails. Se você deseja continuar recebendo nossas informações em seu e-mail, CLIQUE AQUI para se registrar. Bastam 2 minutos.

Site desenvolvido por Diogo Magalhães usando o Joomla!

Visite no Facebook